Cerimônia de 20 anos dos atentados de 11 de setembro é marcada por minutos de silêncio

Atualizado: 1 de set.

A cerimônia em homenagem às 2.977 vítimas dos ataques de 11 de Setembro, contou com a presença de Joe Biden e ex-presidentes.


Milhares de pessoas se reuniram nesse sábado (11) para homenagear às quase 3 mil vítimas dos ataques as torres gêmeas há 20 anos. a cerimônia contou com um minuto de silêncio as 8h46 (horário em que o primeiro avião sequestrado se chocou com a torre norte), o marco foi repetido de forma cronológica: segundo avião (9h03), Pentágono atingido (9h37), queda da torre sul (9h59), queda de avião na Pensilvânia (10h03) e queda da torre norte (10h28).




A cerimônia contou com a presença do atual presidente Joe Biden e de ex-presidentes como Bill Clinton e Barack Obama. O republicano Donald Trump não compareceu a cerimonia e usou o dia para divulgar um vídeo em que elogiou os bombeiros durante os ataques e aproveitou para criticar Joe Biden pelas recentes ações de retirada das tropas americanas do Afeganistão.


O ex-presidente George W. Bush discursou na Pensilvânia (onde caiu o quarto avião), emocionado, ele frisou que os americanos não são pessoas fracas e que cada hora passada com as pessoas que a gente ama é um presente sagrado.


Os nomes das 2.977 pessoas que morreram naquele dia foram lidos por parentes como de costume. Itamaraty lembrou dos 3 brasileiros mortos no dia e renovou a solidariedade com os EUA.