“Estradas espaciais” são descobertas no sistema solar por astrônomos

Atualizado: 1 de set.

Pesquisadores descobriram uma nova rede de "estradas" para viajar através do Sistema Solar muito mais rápido do que era possível anteriormente


Essas rotas são formadas pela atração gravitacional entre planetas, conduzindo cometas e asteroides entre Júpiter e Netuno até Urano. Elas poderiam ser usadas ​​para enviar espaçonaves pelo nosso sistema planetário a uma rápida velocidade, monitorando e entendendo os objetos próximos à Terra que podem colidir com o planeta.




As "estradas" são formadas por uma série de arcos conectados dentro do que é conhecido como coletores espaciais, produzidos pela interação gravitacional por dois corpos em órbita. Foi observado que estruturas de arco mais intensas estão ligadas a Júpiter devido à grandes forças gravitacionais que ele exerce.


Os resultados precisam ser mais estudados, tanto para determinar como eles poderiam ser usados ​​por espaçonaves, ou como se comportam nas proximidades do nosso planeta, controlando os encontros de asteroides e meteoritos.


Um objeto que viaja por um século por uma estrada espacial poderia completar uma distância de 15 bilhões de quilômetros, o que equivale a 100 vezes a distância entre a Terra e o Sol.