Presidente Biden aprova declaração de desastre para Kentucky após tornados

Atualizado: 1 de set.

O presidente Joe Biden aprovou o pedido do governador Andy Beshear solicitando uma declaração de desastre para Kentucky neste sábado.

Na foto é possível ver um quarteirão da cidade de Mayfield, onde várias casas foram devastadas por um tornado. É possível também ver um cruzamento com carros passando de um lado para o outro e uma vista geral da cidade.
Cidade de Mayfield, no Kentucky, foi devastada por tornado.| Foto: Tannen Maury/EFE

Biden ordenou uma assistência federal para complementar os esforços das resposta estaduais e locais para responder às fortes tempestades, ventos, inundações e tornados que começaram na noite de sexta-feira e continuaram até a manhã seguinte.


Beshear solicitou uma declaração de emergência federal imediata da Casa Branca, ao mesmo tempo em que declarou estado de emergência após os tornados na noite de sexta-feira.


O governador ativou a Guarda Nacional e destacou 181 guardas nas primeiras horas da manhã - incluindo pessoal de busca e extração e limpeza de entulhos - que chegaram mais tarde naquela manhã.


A aprovação de Biden ao declarar emergência autoriza o Departamento de Segurança Interna e a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências a coordenar todos os esforços de socorro em desastres e fornecer assistência para salvar vidas e proteger propriedades, saúde pública e segurança nos seguintes condados: Breckenridge, Bullitt, Caldwell, Fulton, Graves, Grayson, Hickman, Hopkins, Lyon, Meade, Muhlenberg, Ohio, Shelby, Spencer e Warren.


A FEMA está autorizada a identificar, mobilizar e fornecer equipamentos e recursos necessários para enfrentar a emergência, com financiamento federal de 75%.


Beshear estimou o número de mortos em mais de 70 e talvez chegue a 100 ou mais.


O tornado mais mortal da história do Kentucky foi em 1890, quando 76 pessoas morreram no condado de Jefferson. Em 1974, um super surto de tornados matou mais de 70 em Kentucky ao longo de 24 horas.