Vacina da Janssen é aprovada para uso emergencial pela Anvisa

Atualizado: 1 de set.

Contrato é de 38 milhões de doses entregues ao Ministério da Saúde


A vacina fabricada pela Janssen - braço farmacêutico da Johnson & Johnson - é a primeira em dose única aprovada para o Brasil. O pedido foi feito na semana passada e agora poderá ser aplicada na população, a aplicação está prevista para o terceiro trimestre deste ano.



A aprovação do uso emergencial da vacina foi unânime entre a diretoria da Anvisa, eram necessário três votos para aprovação. O ex-presidente da Anvisa Dirceu Barbano disse na quarta-feira (31), que o uso da vacina pode acelerar a imunização no país. "Há um ganho,

sim, em vacinas com aplicação de dose única, essa e outras que cheguem ao mercado."


Durante os testes não foi observado efeitos colaterais que possam causar algum problema grave em relação a vacina, mas há algumas incertezas, incluindo o não estabelecimento da eficácia e segurança de longo prazo e a incerteza sobre a eficácia da vacina contra as novas variantes do vírus.


“O desenvolvimento de novas vacinas é complexo, mas, neste momento da pandemia, a ciência permitiu o desenvolvimento de produtos bastante inferiores aos normalmente praticados. Tal situação faz com que o regulador deva considerar todas as informações benefício-risco. Todas os cinco pedidos autorizados até agora foram analisados de forma rigorosa”, disse o diretor da Anvisa, Alex Campos.